A pré-época da pré-época.



Pese embora não estar propriamente agradado com o futebol apresentado nos últimos 2 anos e de sentir que a nossa qualidade táctica diminui de ano para ano, os seus resultados práticos e postura fazem com que tenha o meu respeito. Quando falo de qualidade táctica, aquilo que é core no seu trabalho, falo de menos movimentações de rotura, menos apoios curtos, mais erros de posicionamento defensivo, pressão alta mal feita, setores mais separados, etc. Quando falo de resultados práticos, falo de em 2 anos ter 2 Campeonatos, 1 Taça de Portugal, 1 Taça da Liga e 1 Supertaça. Tem ainda uma boa participação na CL e uma razoável e dentro dos mínimos aceitáveis. Não acho também que seja culpado pelas bazucadas nos pés que damos no mercado, com a venda de 3/5 da defesa titular e entrada de "Pereiras" para os seus lugares. Acho que a culpa de neste momento não sermos um Olympiacos no Tugão e um nome de maior respeito que um Sevilha na Europa não é culpa dele. Mas é deplorável o que (não) apresentamos com 3 anos de trabalho. É um marasmo de ideias e de futebol quando tem mão-de-obra para muito mais. Não sei se é falta de qualidade dele (e sua equipa técnica) ou é a não absorção pelos jogadores, por ser um gajo porreiro (o que também ajudou aos resultados práticos que referia acima). Para além disso, junta decisões para lá de estranhas nesta pré-época: - Na lateral direita, após 6 meses a treinar o Pedro Pereira, aposta nele e dá, obviamente porcaria. Desiste do miúdo e vai buscar à B o Buta que nem pré-época estava a fazer. Depois do descalabro com o Arsenal, já deu a entender que o Buta não é solução e apostou de novo no Pedro. - Ignora o Kalaica que, pese embora verdinho, é talvez dos 5 centrais aquele com maior potencial para ser um jogador diferenciado. Tinha até a salvaguarda de já ter feito um jogo vistoso (apesar de com erros) no Bessa. - Ignora o Pedro Rodrigues com 0 minutos, quando claramente se anda a tentar identificar um substituto para o Fejsa. Bastava ter dado alguns minutos dos que se deram ao Augusto. Ou até ao Rúben Dias a 6! - Aposta loucamente no Augusto a 6 e 8. Apesar de achar que até tem sido dos menos maus, o excesso de minutos está mais a prejudicá-lo (e aos que não jogam) do que dar-lhe crédito com os adeptos. Samaris desaparece do mapa... - Encosta o Horta e o João Carvalho, claramente nem conta com eles o que para mim é grave. Depois anda a apostar em Augusto a 8 até à exaustão, no Rafa a 10 e, sobretudo, num Chrien que tem tanto de talento como de não estar minimamente pronto para a equipa A e possivelmente nem ser titular na B. Para além de contar como estrangeiro para as competições europeias. - Começa por apostar no Diogo, sendo que depois desaparece praticamente ao primeiro mau jogo. Depois apenas a 5 ou 10 minutos do fim com uma pressão brutal. - Inicialmente não dá minutos ao Carrillo. Quando dá, ele joga a passo como de costume, mas nem por isso jogadores como o Diogo ou o Willock têm uma oportunidade digna desse nome. Nem que para isso se ande a rebentar o Cervi. - Na frente, com Mitroglou apto parece que já o riscou, depois de mais de 50 golos nas 2 épocas. Na frente joga-se com os outros ou até com o Rafa. Em suma, está como o resto do clube, completamente perdido. Tenho quase tanto receio pela sua escolha dos 25-27 do plantel como dos "Douglas" que agora se vão arranjar para desculpar o ridículo que foi feito na preparação (ou não) desta época.


3 comentários:

Jose Sousa disse...

Tempo houve em que este blog era engraçado. Agora, aparece aqui um gajo qualquer a vomitar estupidezes de 3 em 3 meses. Fechem esta merda. Que saudades do Vitto...

Jose Sousa disse...

Tempo houve em que este blog era engraçado. Agora, aparece aqui um gajo qualquer a vomitar estupidezes de 3 em 3 meses. Fechem esta merda. Que saudades do Vitto...

Aquila Imperiale disse...

:-) Boa , José Sousa!