Perdoa-me, César

Ainda hoje me emociono com os dois paus que espetaste nas Antas, mas a foto á Júlio Iglésias era de evitar, pá.


Infelizmente, por mais que um motivo...


Resta saber se dentro da área ou fora.

Ou ainda, dentro das quatro linhas ou fora delas...

Tosquiadela #28: Académica


1. É sempre pior trabalhar do que ver o BENFICA. Pelo menos do ponto de vista de quem tem trabalho.
2. Dito isto, termina aqui a tosquiadela porque não há nada para escrever sobre um jogo que não vi.
3. Quer dizer, poderia fazer disto um enorme chouriço para reflectir sobre o aquecimento global ou então sobre os golos do Montero.
4. Sim, o Adrián Lopez também marcou muitos. Considerando que este super-mega-craque custou tantos milhões diria que, o saldo da venda do Danilo não chega para comprar fruta.
5. Sim, fruta! Ou apostas, ou então jogadores do Rio Ave.
6. Mas, vamos à bola - No meio, o Pizzi e o Samaris devem ter jogado muito.
7. Nas alas o Nico é a escolha do Mourinho que deve estar em trânsito para Paris ou então é o Nico que vai para Paris e o Mourinho fica a ver.
8. Alguém querer comprar o Patrício é piada, certo?
9. Mas, parece-me que o Jonas Pistolas merece o nosso destaque. Aquele toque de bola. Se tivesse visto o jogo teria gostado de o ver jogar.
10. Falta um jogo para o clássico.
11. Vamos encher o restelo.

Foda-se! Colinho, colinho.





















O Nuno quer a cadeira de sonho na próxima época.


E para isso já começou a treinar o discurso á Lotopegui...que ele próprio visionariamente inventou.

Vamos dar um nome a isto?


A BOLA adiantou-se, mas o Cabelo tem autoridade suficiente para sugerir um novo nome para esta coisa.
Aqui fica o vídeo sem legendas.

Tosquiadela #27: Nacional


1. É melhor ganhar ao sol do que perder à chuva.
2. Quase 50 mil almas na Catedral. Percebo o que diz o Jesus e tenho imensa dificuldade em perceber alguns dos adeptos. Vão assobiar o ...!
3. O Júlio César  recebe no peito e sai a jogar. É de craque.
4. O Maxi, no jogo com o Nacional, resolveu jogar mesmo ali à minha beirinha. Há já uns tempos que queria assistir a um jogo na luz, na central, no nível zero. Queria ver bem de perto o que dizem os olhos deles. O Maxi é inacreditável! Que entrega!
5. O Eliseu...
6. O Jardel parecia o patrão e o Lisandro tremeu um pouco, mas não foi por eles que a equipa abanou naquela meia hora final.
7. O Samaris foi para mim o melhor em campo. Lembrei-me daqueles passeadores de cachorros (desculpem lá a comparação estúpida), que com imensas trelas controlam toda a matilha. Está com muita qualidade na posse de bola e no passe curto. Penso que terá de melhor a presença física nas jogadas à Javi Garcia e ser um pouco mais vertical como o Matic começou a ser quando se tornou craque.
8. O Salvio esteve em grande nível e foi o oposto do que tinha sido em Vila do Conde.
9. O Jonas Pistolas - os golos falam por ele, mas é naqueles pequenos instantes em que ele, no meio da defesa adversária, congela o jogo e guarda a bola à espera do apoio. Esteve fantástico. Nota 5 para o Pistolas.
10. Cabelo do Niko e não se fala mais nisso.
11. Venha o próximo - ganhamos os 3 próximos jogos, um de cada vez, pois claro, e somos campeões!

Um post completamente desnecessário

Este post poderá ser particularmente útil na luta pelo acesso à Champions.
O serviço público do Cabelo - Regulamento da Liga:

Artigo 13.º Desempate em caso de igualdade de pontos

1. Para estabelecimento da classificação geral dos clubes que, no final das competições a disputar por pontos, se encontrarem com igual número de pontos, serão aplicados, para efeitos de desempate, os seguintes critérios, segundo ordem de prioridade:

a) número de pontos alcançados pelos clubes empatados, no jogo ou jogos que entre si realizaram;
b) maior diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si;
c) maior número de golos marcados no estádio do adversário, nos jogos que realizaram entre si;
d) maior diferença entre o número dos golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes nos jogos realizados em toda a competição;
e) maior número de vitórias em toda a competição;

f) maior número de golos marcados em toda a competição.